Mineiros da Sibéria, na Rússia, encontram corpo de criatura misteriosa

Mineiros da Sibéria, na Rússia, encontram corpo de criatura misteriosa

criatura-misteriosa-encontrada-na-Siberia
Enquanto trabalhavam no garimpo de diamantes, em Udachny, extremo nordeste da Rússia, mineiros siberianos acabaram desenterrando uma estranha criatura. Apesar de parecer o corpo de um demônio mumificado, trata-se de um mamífero ainda desconhecido

De acordo com o The Siberian Times, enquanto os mineiros gostariam que fosse uma espécie de dinossauro recém-descoberta, pesquisadores sugeriram que o exemplar seja de um jovem glutão (Gulo gulo) – uma pequena criatura semelhante a um urso, de mandíbulas fortes e grandes dentes caninos. Há quem diga também que possa se tratar de uma espécie de zibelina (Martes zibelina) ou marta (Martes martes), que são semelhantes a furões ou doninhas.

A julgar pelo corpo fino e grande, bem como pelo crânio – que podem ter sofrido distorções após a morte e a mumificação – é bem provável que o animal pertença à família de mustelídeos, que inclui mamíferos carnívoros como lontras, texugos, doninhas, martas e glutões. No entanto, só poderemos ter certeza quando uma análise mais adequada for feita.


criatura-misteriosa-encontrada-na-Siberia_

A aparência do animal não é a única coisa curiosa dessa história, o local onde foi encontrado é inteiramente original. O terreno diamantífero em questão pertence à Era Mesozoica – cerca de 252 a 66 milhões de anos atrás. Esse período é marcado pela diversificação rápida da vida na Terra, com desenvolvimento de répteis gigantes, dinossauros, mamíferos e novas espécies de plantas que se espalharam por todo o planeta.

A Era Mesozoica é dividida em três períodos – Triássico, Jurássico e Cretáceo – finalizados por dois eventos de extinção em massa. Logo, é improvável que a criatura seja tão antiga quanto o lugar onde foi encontrada, mas dada a preservação promovida pelo permafrost (gelo permanente) russo, ela pode ser bem mais antiga do que os pesquisadores acreditam.

Uma descoberta semelhante foi feita no ano passado, na Iacútia (Sakha), quando pesquisadores encontraram um filhote extremamente preservado – ainda com pele e partes do cérebro – de 12.400 anos de idade.

Entretanto, ainda teremos que esperar os resultados das análises para sabermos exatamente do que se trata o animal descoberto. Mas, o que já devemos entender é que criaturas normais podem parecer incrivelmente estranhas quando perdem a pele.

Bom vamos la , primeiro vamos começar pelo que seria um Reptiliano.

Os Reptilianos são definidos como uma raça de humanóides répteis, são um tema comum em obras de ficção científica, fantasia, ufologia e teorias de conspiração. São denominados por muitos termos dependendo do contexto, incluindo – Povo serpente, Homens cobra, Reptóides ou Draconianos (Ufologia), Dinossauróides, Povo Lagarto, e Homens Lagarto.

Ja algum tempo se afirma que Rainha Elizabeth II seria um desses seres, esse teoria se apoia em alguns fatos bastante interesantes a começar por uma afirmação de Vladimir Putin .

presidente Russo Vladimir Putin disse aos seus mais altos funcionários e colaboradores mais próximos em uma reunião recente, que ele acredita que a rainha Elizabeth II não seja humana e sim uma reptiliana capaz de mudar de forma e segundo ele, ela faz isso como demonstração de força e aviso para ninguém mexer com a linhagem hibrida/reptiliana dominante.

Putin encontrou a Rainha no 70º aniversário do desembarque do Dia D na Normandia, França, em 2014. Ele foi amplamente criticado pelos meios de comunicação ocidentais por não ajudar a monarca a subir as escadas, e manter distância dela em geral.

Na maior parte do tempo Putin ficou longe da Rainha, porque ele testemunhou seus momentos onde ela mudava de forma horas antes.
‘A Rainha tem um rosto reptiliano de uma cor cinza prateada.’

Ela se moveu entre esta forma e seu estado humano “três ou quatro vezes”, enquanto Putin o saudava. Ele também viu seu metamorfosear mais tarde, enquanto ela estava sendo ajudada.

“Suas mãos se transformou em mãos réptil enquanto a ajudava a subir as escadas. Quando ela sorriu seus dentes eram nítidos e brilhavam.”

 Um motorista de táxi dinamarquês descreveu uma condução passada onde ele levava um grupo de convidados VIP na reunião do grupo Bilderberg  em 2014,Copenhaga e ele alegou ver alguns dos seus rostos se transformar e algumas de suas mãos e pés assumir uma aparência reptiliana.


Recentemente, foi relatado que foi publicado um documento interno reconhece que a rainha Elizabeth não é um ser humano, ele brevemente publicado como um comunicado de imprensa no site oficial da família real antes de ser eliminado. Mas não antes de os utilizadores da Internet são capazes de alertar um screenshot de itens extraordinários como prova



Isso faz parte de seu texto do anúncio:

"No início desta semana, a rainha foi vista por milhares de pessoas de maneiras que não são familiares. Procuramos assegurar ao público que a rainha ainda é a rainha, e ainda descobrir que eles sempre souberam e que foi respeitado e querida. Enquanto ela não pode ser um ser humano, ela é um líder dedicado e Monarch, ela acha que seus súditos crescer e aceitar ela e sua família para o que são ".
Nesta foto você pode ver uma imagem do site oficial do www.Royal.UK família real onde esta afirmação estranha aparece:


screenshot busca do google


Diana


Christine Fitzgerald, um curador brilhante e talentoso, que era um amigo próximo e confidente de Diana por nove anos era uma pessoa que Diana contou histórias da rainha-mãe. Porque Christine compreensão do esotérico, Diana era capaz de falar com ela sobre assuntos que não ousa compartilhar com ninguém por medo de ser chamado de louco. Seus apelidos para os Windsor eram "lagartos" e "répteis" e ela usou paradizer com toda a seriedade. "Eles não são humanos" disse Diana Christine que a Rainha Mãe era o poder por trás do Windsor, juntamente com o príncipe Philip, mas Philip era subordinado na hierarquia da rainha. "Diana me disse que a rainha-mãe estava errado ," disse Christine Fitzgerald, "ela realmente usou essa palavra, o mal. ela disse que odiava a rainha-mãe ea rainha-mãe odiava. " Durante seu tempo em Clarence House, antes do casamento, Diana disse Christine que foram dando drogas como Valium. "Eles o drogado , " disse Christine, "Eu tenho certeza que esta foi dopada desde o início." Palavras Christine De acordo com Christine:



Algumas imagens da Rainha Elizabeth









Cemitério Greyfriars


Em  Edimburgo, na Escócia existe um cemitério com nome de Greyfriars, mas uma peculiaridade neste cemitério um tumulo que se destaca entre tantos outros.
Este tumulo pertence a George Mackenzie um advogado do século XVII, responsável pela morte de pelo menos 18 mil pessoas.
Como gosto de ir por partes vou explicar como esse advogado matou 18 mil pessoas.

18000 MORTES

Bloody George (George Sangrento) era o apelido  de George Mackenzie por um motivo ela era responsável pela perseguição desumana e sem piedade ao grupo de presbiterianos conhecidos como "Covenanters", que eram contra á vontade do Rei, que os impedia de mudar da religião católica para o protestantismo presbiteriano.
 Os presbiterianos foram presos. 
Foram submetidos á condições desumanas, tendo que suportar meses de invernos rigorosos sem abrigos decentes e com muito pouca comida. Muitos morreram por causa dos maus tratos, e os que não morreram foram executados ou vendidos como escravos. A única maneira de se salvarem era alegando total obediência e submissão ao Rei, coisa que eles se recusavam a fazer. Ironicamente, esses prisioneiros que morreram no local de Greyfriars foram sepultados próximo ao túmulo de seu executor Sir George Mackenzie.
Bloody George



A Assombração do Cemitério Greyfriars

350 pessoas Atacadas

Em 1999 um mendigo quebrou o túmulo de Mackenzie na tentativa de encontrar um lugar para se esconder do frio. Depois, ele caiu dentro do caixão e tudo começou a dar errado: o caixão desmoronou e ele, assustado, começou a correr, todo coberto de terra.
Quem viu a cena foi um cuidador de cachorros, que achou que tinha visto um fantasma e entrou em desespero.
O que ele não sabia era que o homem não era um fantasma e que a verdadeira assombração logo chegaria.
Várias pessoas começaram a registrar a ocorrência de eventos estranhos nos arredores do túmulo. A prefeitura até mesmo fechou o cemitério para o público até que o guia local de turismo, Jan-Andrew Henderson, marcou um tour-fantasma oficial.
 Desde então, 350 pessoas afirmam ter sido atacadas por um fantasma nos arredores do túmulo de Mackenzie. Há muitas histórias de pessoas que tiveram ossos quebrados durante a visitação e 170 turistas já desmaiaram durante o tour.









Bom Galera estamos abrindo nosso grupo WhatsApp para todos  para compartilha, suas historias ou bater um papo sobre mundo sobrenatural.

Como Funciona? só deixar numero nos comentários do blog ou mandar inbox ou deixar na nossa pagina do Face https://www.facebook.com/paranormalpax/?fref=ts  os números dos comentários serão o apagados assim que seja-o adicionados ao grupo.

LEMBRANDO QUE UNICA REGRA DO GRUPO E PROIBIDO COMPARTILHAR
PORNOGRAFIA

ADD MEU WHATS 5551-86249808 SO MANDA PAX



Lembrando também do nosso grupo do face que ja conta com mais de 500 pessoas segue link
GRUPO ASSOMBRADO FACE

PS: INSANO

Famosa foto da família Cooper do Texas, já correu milhares de explicações, programas de TV, o fato é que nunca saberemos a verdade por trás desta foto.

Vamos começar explicar eles separadamente.

Povo das Sombra ( Shadow People): Figuras negras mais negras que próprio escuro da noite, com forma humanoide geralmente mais alto que ser humano normal.
Algumas pessoas dizem conseguir ver seus olhos, vermelhos ou outra cor desse tipo.
Geralmente visto de relance pelo canto do olho e rapidamente desaparecendo, mas a casos que eles nao somem e sim paralisarão a pessoa e ficão observando as pessoa.

Paralisia do Sono (Terror Noturno): Momentos antes do sono a pessoa se paralisa na cama apenas conseguindo mover os olhos.
Pessoas dizem que pouco antes de ser paralisados eles sentem como uma leve corrente eletrica percorrendo o corpo ou um zumbido no ouvido.

Qual a relação entre eles?
Maioria das pessoas que afirma ver o povo das sombras com nitidez e por tempo prologando estava no estado de paralisia do sono, a pessoas que relata-o ate ser tocados por essas entidades.
Essas pessoas dão muito detalhes e características dessas criaturas.
a imagem a  esquerda mostra como seria a maioria dessas criaturas segundo relatos.






Filme sobre povo das sombras

DADOS DO FILME
"Eles são conhecidos por muitos nomes em muitas culturas. Na Pérsia, eles são chamados de "Bakhtak." No Japão, eles são os "Kanashibari." No México eles são chamados de "Subirse El Muerto" e "Suk Ninmyo" na Nova Guiné. Nos Estados Unidos, eles são conhecidos como "Shadow People" (As Pessoas Sombra) Eles são muito reais, mas ninguém que os tenha visto viveram para descrevê-los. Você está disposto a acreditar? As vítimas relatam acordar do sono para encontrar-se paralisada, um zumbido na cabeça, enquanto uma figura sombria os ronda, ou às vezes até sobe em sua cama. Os avistamentos são comuns em todo o mundo há séculos, mas muitos têm medo de falar sobre seus encontros. Segundo os especialistas, essas aparições podem estar ligadas ao mistério médico das mortes noturnas inexplicáveis."



 O diretor Matthew Arnold e sua história pessoal de encontro com o povo das sombras:

"A história veio da minha própria experiência pessoal. Acordei uma noite, e meu corpo estava totalmente paralisado. Senti como se meu corpo estivesse adormecido, mas eu estava acordado, e pude ver uma pessoa sombria em cima de mim. Eu finalmente gritei e forcei o meu corpo para me levantar, e a figura atravessou a parede. O que diabos aconteceu? Foi uma experiência absolutamente terrível ser paralisado e ter algo no quarto com você. Eu comecei a pesquisar e não sabia como descobrir o que era, porque não há muita discussão sobre isso. Se você vir um fantasma, você pode dizer a todos o que era, mas se você vir essa coisa, você não sabe o que dizer. Quanto mais eu pesquisava, mais comum que eu achava que era. (…) Quase toda cultura tem um nome para isso e as nossas raízes têm explicações para isso.



Vídeo que mais me impressionou ate hoje
A vários videos na internet mostrando esse tipo de ser mas ate agora que mais me chamo atenção foi este 









Falar um pouco sobre  EQMS ( experiências de quase morte ) e outros aspectos da morte

Parapsicologia
A parapsicologia volta sua atenção para as experiências de quase morte por causa de uma aparente coincidência: os relatos são sempre muito parecidos.Em vez de buscar a razão que gera uma EQM, a parapsicologia crê no fenômeno e procura ir além: buscando os desdobramentos metafísicos decorrentes dessas experiências.

Parapsicologia
As EQMs são, na verdade, evidências de que há, sim, uma vida após a morte do corpo. O corpo material é o que perece; nossa essência (ou alma) continua a existir, numa dimensão em que a matéria não é necessária.

Mas se engana quem acha que a parapsicologia é uma pseudociência que não se preocupa em comprovar seus fatos. Nos Estados Unidos, existe desde 1978 a International Association for Near-Death Studies (uma associação norte-americana que estuda as experiências de quase morte). A Associação usa uma escala que consegue discernir quais são as experiências realmente legítimas.


Os fenômenos mais comuns são:
A experiência do túnel
Muitas das pessoas relatam que viram a aparição de um túnel de luz muito intensa, mas que não os cegava, e se sentiam magneticamente atraídos para ele. Alguns afirmam que podiam ver, além do túnel, locais de estrema beleza e entes queridos já falecidos, que os convidavam a ir em direção à luz. É bastante comum que a pessoa conte que não queria voltar.

A projeção astral
Uma das formas de ocorrência da projeção astral é durante uma experiência de quase morte.
As pessoas que passaram por isso relatam que conseguiam assistir tudo o que acontecia dentro do local onde a ressuscitação estava sendo tentada, de uma perspectiva de fora do seu corpo, como se estivesse acima da cena, vendo inclusive a si mesmo na maca.
A alma (no espiritismo, essa parte do ser é chamada de perispírito) é capaz de flutuar numa outra dimensão, imaterial.

A serenidade plena
Um dos fatos curiosos e mais comuns nos relatos de experiências de quase morte é o desejo da pessoa de ficar lá do outro lado e a frustração por ter que voltar Isso acontece porque a pessoa experimenta a sensação plena de voltar ao estado natural de imaterialidade; algumas religiões afirmam que estar encarnado é um dos obstáculos por que temos que passar rumo à evolução e que não estamos aqui para ser felizes: estamos aqui para aprender. Estar desembaraçado da prisão que a matéria representa é, sim, estar vivo. E quanto a isso, uma vez encarnados, não temos escolha, já que a opção de desistir (através do suicídio) seria severamente punida.

Experiências positivas

Segundo o International Association for Near-Death Studies, cerca de 97% dos relatos de experiências de quase morte são positivos e apenas 3% dos pacientes têm histórias desagradáveis para relatar. Muitas pessoas que passaram por experiências assustadoras no quase morte mudaram de vida, tornando-se mais religiosas ou espiritualizadas.

Os 3 relatos de experiência de quase-morte mais intrigantes
3 relatos intrigantes de pessoas que tivera-o experiencia de morrer e voltar a vida

1. O paciente que chocou toda uma equipe médica em um hospital holandês
Este é o resumo de artigo publicado pelo Dr. Pim van Lommel e colaboradores na revista Lancet (Lancet 2001; 358: 2039–45). O artigo contém os relatos de uma enfermeira que cuidou de um paciente que a deixou chocada com o que ele lhe contou. Segundo o artigo, um homem de 44 anos deu entrada em um plantão noturno, cianótico (cor roxa da pele e mucosas provocada pela falta de oxigênio no sangue) e em coma.

Durante o procedimento para a intubação, a enfermeira percebeu que o homem usava dentaduras e teve que retirá-las e guardá-las em um “carrinho de parada (que contem  os medicamentos e equipamentos usados durante este tipo de atendimento) para realizar o procedimento corretamente. Pouco tempo depois, o paciente recuperou a atividade cardíaca e a pressão arterial, mas continuava entubado e em ventilação artificialmente, pois ainda estava em coma.

Depois de uma semana de internação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o homem recobrou a consciência e foi encaminhado para a enfermaria de cardiologia.Quando a enfermeira estava aplicando a medicação diária, o paciente (já totalmente consciente), disse: “Ah, esta enfermeira sabe onde estão minhas dentaduras”. A enfermeira, surpresa, parou o que estava fazendo e prestou atenção, enquanto o homem continuou. “Sim, você estava lá quando me trouxeram para o hospital e foi você quem tirou minha dentadura e colocou naquele carrinho com todos aqueles frascos e gavetas, e a guardou numa das gavetas da parte de baixo”. A enfermeira ficou extremamente impressionada pois realmente me lembrava dos acontecimentos enquanto o paciente estava em coma profundo e recebendo ressuscitação cardiopulmonar.

2. O neurocirurgião professor de Harvard que conheceu o Paraíso
Em um dia comum o Dr. Eben Alexander acordou com um atípica dor de cabeça, no de 2008. Não suportando a dor, foi levado ao hospital. Chegando lá, foi diagnosticado com meningite bacteriana, um rara doença que costuma atingir apenas recém-nascidos. A bactéria havia entrado em seu fluido cérebro-espinhal e a dor que ele sentia era da bactéria comendo seu cérebro e do seu córtex sendo desligado.

O Dr. Eben chegou ao hospital com poucas chances de sobreviver e com o passar do tempo, essa estatística caiu pra praticamente zero. Mas apenas uma semana depois, quando os médicos já debatiam se continuavam ou não o tratamento, ele saiu do coma. Totalmente consciente e com uma certeza absoluta: ele havia conhecido o Céu.

A descrição do doutor é intrigante, até porque antes da doença ele era um total cético. Segundo o neurocirurgião, na semana em que ficou em coma sua alma estava em cima de nuvens rosadas que contrastavam com um céu azul escuro. Acima dele, seres transparentes (nem anjos, nem pássaros, uma forma superior, segundo ele) cruzavam o céu. Sua sensação era como se estivesse naquele lugar há muito tempo e não tinha nenhuma memória de sua vida passada.

O doutor de Harvard escreveu um livro contando sua experiência, e hoje afirma absolutamente a existência de experiência de quase morte.

3. Lars Grael
Em 1998, o medalhista olímpico brasileiro Lars Grael velejava em Vitória, ES, quando foi atropelado por uma lancha, perdeu uma perna e muito sangue. Seu coração parou de bater, e Lars teve uma experiência de quase-morte. Veja seu relato:

“É uma coisa muito difícil de descrever. Nem imaginava que isso pudesse acontecer. Tive uma morte momentânea e me senti mais leve, com menos dor. Senti muita paz. Também me vi levantando do meu corpo. Voltei à vida, mas tive uma segunda parada e de novo me senti saindo do meu corpo. Era uma sensação menos nítida, acho que estava partindo mesmo. Foi coisa de segundos. Mas parece que o tempo ficou parado. Hoje vejo a vida por uma outra ótica. Meus valores mudaram e aprecio as coisas mais simples – um gole de água, um beijo de cada um da minha família. Tudo, tudo mudou.”


Cientificamente 

O que diz a ciência sobre as experiências de quase morte
O saber científico só aceita como verdade aquilo que possa ser comprovado através das leis da natureza. Porém, os fenômenos sobrenaturais, que incluem os aspectos do mundo imaterial, fogem à alçada do chamado “método científico”.
Todo conhecimento que não pode ser validado pelo método científico é rejeitado e ignorado pela ciência, que acredita que somente o seu método é expressão da verdade.
Sobre as experiências de quase morte, o que os cientistas, céticos, afirmam é que não há provas que corroborem a paranormalidade do fenômeno e sua real existência, entretanto, seu próprio método científico também não foi capaz até hoje de comprovar suas próprias hipóteses.


A hipótese aceita pela ciência (mesmo que não comprovada) é a de que a experiência de quase morte seria uma espécie de alucinação causada pelo estado físico dos pacientes; os relatos seriam parecidos porque o processo bioquímico que os geram seria o mesmo.

O que acontece na hora ou próximo da morte.

10. Chocalho da morte
Esse é um termo comum usado nos hospitais para descrever o som feito por um indivíduo muito próximo de morrer. Isso ocorre após a perda do reflexo da tosse e da habilidade de engolir – o que causa uma acumulação de saliva na garganta e nos pulmões. Apesar de raramente causar dor ao paciente, o som é um pouco assustador. Alguns medicamentos são administrados para aliviar o desconforto da pessoa.

9. Respiração de Cheynes-Stokes
Esse é um padrão de respiração muito anormal, caracterizado por ser muito rápido e ter períodos sem respirar (apneia). Nessas situações o coração está fraco e já trabalhou demais, o que exige que o corpo hiperventile (respire muito rápido) e depois, quando acaba a energia, pare de respirar.
Isso significa que os órgãos estão recebendo menos sangue, e consequentemente menos oxigênio. Sem ele, as células começam a morrer, e depois, a própria pessoa. Apesar de ocorrer em pessoas com problemas cardíacos e respiratórios, é muito comum em momentos de morte iminente.

8. Defecação
Perto da morte, cada músculo do corpo humano deixa de receber energia (ATP). Como resultado, os intestinos relaxam. Isso é ainda mais comum naqueles que comeram uma refeição pouco antes do período da morte. Outro fator que pode contribuir para essa situação é a rapidez da digestão da pessoa. Esse caso é mais esperado nas pessoas saudáveis, que se alimentam continuamente e acabam tendo uma morte inesperada.

7. Rigor mortis
Todos já ouviram falar de rigor mortis, ou até já encontraram um animal nessa situação. Esse é a ocorrência da morte mais famosa. Após morrer, o corpo não consegue reverter o processo de contração – ficando em um estado de rigidez. Na maioria dos casos, o processo começa entre uma e três horas após a morte, e começa a passa após 24 horas. Até as pálpebras passam por isso.
Já que afeta todos os músculos do corpo, por fazer o coração ficar maior, sêmen ser liberado e dar a aparência de susto ao cadáver.

6. Livor Mortis
O livor mortis é a coloração roxo-avermelhada que aparece quando o sangue vaza para as partes dependentes do corpo. Isso não acontece nas áreas em que o corpo está encostado no chão ou recebendo pressão, porque os capilares estão comprimidos.
Isso ajuda a determinar a posição da morte e a presença ou ausência desses sintomas podem também ajudar a estipular a hora da morte. O processo começa geralmente uma a duas horas após a morte, e se torna permanente ou fixo entre seis e doze.

5. Algor Mortis
O “sopro gelado” da morte: é a redução da temperatura corporal que ocorre após a morte. Isso acontece apenas se a temperatura ambiente for menor do que a temperatura do corpo no momento da morte.
O nível de resfriamento tem algumas variantes: localização do corpo (sombra ou sol), roupas e temperatura ambiente. Pessoas obesas tendem a esfria mais devagar do que crianças, que gelam rapidamente. Geralmente, demora 24 horas para o corpo ficar na mesma temperatura do ambiente.

4. Tache Noire
Tache noire significa, literalmente, “ponto escuro”. É uma linha vermelho-escuro que se forma horizontalmente no globo ocular. Durante a vida, o olho é protegido pelas piscadas, mas após a morte ele perde essa proteção. Portanto, esse processo acontece naqueles que não têm as pálpebras fechadas no post mortem.
Similarmente, outras membranas mucosas como a língua acabam escurecendo, após uma exposição prolongada ao ar. Se o indivíduo se afogou, ou foi encontrado na água, o tache noire não estará presente.

3. Remoção de fluídos
É um líquido vermelho e marrom, com cheiro muito ruim, que pode emergir da boca e do nariz. Geralmente é confundindo com dano cerebral ou sangue. Ele emerge como resultado de gases que se formam pelo corpo. Quando um gás é formado no estômago e intestinos, o abdome pode ficar tenso e distender. Consequentemente, esse processo pode fazer com que um fluído saia pela boca, vagina e nariz. Uma mistura similar com fezes pode sair do reto. Esse processo é importante para determinar a hora da morte, e em locais com clima muito quente, ele pode acontecer em menos de 24 horas.

2. Perda de pele
Esse processo acontece principalmente com os dedos e unhas, formando aglomerados de pele. Isso ocorre como resultado de acúmulo de gases no pescoço, tronco e membros, podendo parecer que estão “obesos”. Quando esses gases ficam sob muita pressão, os tecidos finos começam a se desintegrar. Como a maioria dos outros processos, esse também pode ajudar a identificar a hora da morte.

1. Maceração
Macerar é amolecer algo encharcando. Isso se refere aos fetos que morrem no útero, entre o sexto e o novo mês de gravidez. A decomposição nesse caso acontece de maneira diferente, decorrente da exposição prolongada ao fluído amniótico. O feto lembra um corpo encharcado de água. A pele parece queimada, quase saindo do corpo, e os ossos ficam moles e flexíveis. Se ficar tempo demais no útero, o crânio se parte e o cérebro fica liquefeito. No caso do feto ser retirado do útero, até 24 após a morte, entrando em contato com o ar, o processo passa a ser o comum, de putrefação.



Fontes: http://hypescience.com/10-ocorrencias-proximas-e-pos-morte/
Bom Galera estamos abrindo nosso grupo WhatsApp para todos  para compartilha, suas historias ou bater um papo sobre mundo sobrenatural.

Como Funciona? só deixar numero nos comentários do blog ou mandar inbox ou deixar na nossa pagina do Face https://www.facebook.com/paranormalpax/?fref=ts  os números dos comentários serão o apagados assim que seja-o adicionados ao grupo.

LEMBRANDO QUE UNICA REGRA DO GRUPO E PROIBIDO COMPARTILHAR PORNOGRAFIA



Lembrando também do nosso grupo do face que ja conta com mais de 500 pessoas segue link
GRUPO ASSOMBRADO FACE

PS: INSANO